O  CÉU  E  O  INFERNO
O solidário e o solitário

Conta-nos uma velha lenda chinesa …

Um discipulo perguntou ao Vidente:

– Mestre, qual é a diferença entre o céu e o inferno?

O Mestre respondeu:

– Ela é muito pequena e contudo com grandes consequências. Vi um grande monte de arroz. Cozido e preparado como alimento. Ao redor dele muitos homens. Famintos, quase a morrer. Não podiam se aproximar do monte de arroz. Mas possuíam longos palitos de 2 a 3 metros de comprimento – os chineses, naquele tempo, já comiam o arroz com palitos – . Apanhavam, é verdade, o arroz. Mas não conseguiam levá-lo à própria boca. Porque os palitos, em suas mãos, eram muito longos. E assim, famintos e moribundos, juntos mas solitários permaneciam, curtindo uma fome eterna, diante de uma fartura inesgotável. E isso era o inferno.

Vi outro grande monte de arroz. Cozido e preparado como alimento. Ao redor dele muitos homens. Famintos, mas cheios de vitalidade. Não podiam se aproximar do monte de arroz. Mas possuíam longos palitos de 2 a 3 metros de comprimento. Apanhavam o arroz. Mas não conseguiam levá-lo à própria boca. Porque os palitos, em suas mãos, eram muito longos. Mas com seus longos palitos, em vez de levá-los à própria boca, serviam-se uns aos outros o arroz. E assim matavam sua fome insaciável. Numa grande comunhão fraterna. Juntos e solidários. Gozando a excelência dos homens e das coisas. E isso era o céu.

(Boff, L. “Vida para além da morte”, Ed.Vozes – 1976, p.183-184)

junho 2017
S T Q Q S S D
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

O SANTO DO DIA

Untitled Document O  Santo do dia