A MORADA DE DEUS

 Uma destas manhãs, quando fazia a barba, minha filha de seis anos, que assistia, perguntou de repente:

– Papai, onde é que Deus mora, realmente?

– Num poço, respondi distraído.

– Oh, papai!, exclamou a menina, diante da tolice de minha resposta.

 Durante o café, mnha esposa perguntou-me

– Que foi que você andou dizendo à nossa filha, acerca de Deus morar num poço?

– Num poço? , estranhei. Deixe-me ver: por que teria eu dito isso a ela?

 Então, de repente, recordei-me de uma cena que estivera escondida na minha memória durante 30 anos. Acontecera na minha cidade. Um bando de ciganos parou junto a um poço. Na época em tinha uns 5 anos. Um deles tirou do poço um balde de água e permaneceu de pé bebendo. Um pouco da água escorria-lhe pela barba vermelha e, nas mãos musculosas, segurava contra os lábios o grande balde de madeira, como se não pesasse mais do que uma xícara. Quando terminou, puxou, da manta e enxugou o rosto. Em seguida, inclinou-se e olhou para o fundo do poço. Curioso, tentei subir na beirada do poço para ver o que estava observando. O gigante notou. Sorriu e levantou-se em seus braços.

 – Sabe quem mora lá embaixo?, perguntou-me. É DEUS! Olhe!

 E segurou-me acima da borda. Lá na água parada, como um espelho, vi minha face refletida.

 – Mas aquele sou eu!

 – Ah!, tornou o cigano pondo-me no chão. Agora você sabe onde mora DEUS!

 Ben Wakes

In “Seleções”, junho de 1963

agosto 2017
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

O SANTO DO DIA

Untitled Document O  Santo do dia