1. O que é a Biblia?

“Bíblia” é uma palavra de origem grega e significa “Livros”. É uma coleção de livros; uma verdadeira biblioteca com 73 livros num único volume.

Neste livro encontramos a história de pessoas que tiveram uma experiência de fé, de encontros e desencontros com Deus.

Ela mostra o que é Deus para os homens e qual o seu projeto de liberdade e vida para a história da humanidade. Por outro lado mostra o drama do homem quando não aceita a proposta Divina e a alegria e felicidade quando a mensagem de bondade é acolhida.

2. Quem escreveu?

Não foi escrita por uma única pessoa, mas muitas pessoas deram sua contribuição inspirados por Deus: o povo de Israel. Todos preocupados em construir um povo de fé, justo e bom. Encontramos entre os escritores, homens e mulheres, jovens e velhos, pais e mães, agricultores e operários, gente instruída e gente simples que só sabia contar histórias; gente viajada e gente que nunca saiu de casa; sacerdotes e profetas, reis e pastores, gente de todas as classes. Todos foram alunos, escritores e leitores.

3. Quando foi escrita?

A Bíblia não foi escrita de uma só vez. Levou muito tempo.

Certamente os primeiros escritos surgiram por volta de 1250 A.C. (antes de Cristo), isto é, há 3250 antes atrás. A produção literária de Israel se intensificou a partir do século 10° A.C. (ano 1000 A.C.) encerrando por volta do ano 100 D.C. (Depois de Cristo).

É difícil de se saber quando começaram a escrevê-la, pois, antes de ser escrita, isto é, bem no início, os fatos eram narrados e contados nas rodas de família, na conversa dos pais com os filhos. Essa fase é chamada de Tradição oral. O importante era transmitir os fatos e a consciência comunitária de fé que deles surgiu. Mais tarde alguns foram escrevendo estas coisas para que o passado não fosse esquecido e sem atualizado. Que a experiência de fé vivida pelos antepassados fosse vivenciada sempre no presente. A Bíblia saíu da memória de um povo, o povo de Deus.

4. Onde foi escrita?

A Bíblia é divida em duas grandes partes: o Antigo Testamento (os livros escritos antes do nascimento de Cristo) e o Novo Testamento (os escritos após o nascimento de Cristo, entre o ano 30 e 100).

A maior parte do Antigo Testamento foi escrita na Palestina onde o povo de Israel vivia e por onde Jesus andou (hoje o oriente médio, isto é a região de Israel, Líbano e Jordânia). Outras partes foram escritas na Babilönia (hoje Irã e Iraque) e outras no Egito. O Novo Testamento, além da Palestina, há partes que foram escritas na Síria, Ásia Menor (hoje Turquia), Grécia e Itália.

A Bíblia carrega as marcas de costumes, cultura, religião, situação política, econômica e social dos povos que tiveram contato com o povo de Israel sobretudo do povo de Deus em diferentes épocas.

5. Em que língua foi escrita?

Foi escrita em três (3) línguas diferentes, sendo que a maior parte do Antigo Testamento foi em hebraico. Depois do cativeiro da Babilônia (587-538 A.C.) o povo começou a falar o aramaico, mas a Bíblia continuou sendo escrita e copiada em hebraico. Assim, para que o povo contiuasse tendo acesso à Bíblia, criaram escolinhas onde ensinavam o hebraico. Jesus frequentou uma delas, em Nazaré.

Uma pequena parte do Antigo Testamento foi escrita em aramaico. Já o Novo Testamento e o livro da Sabedoria do Antigo Testamento foram escritos em grego, a língua comercial de então.

A Bíblia católica se baseia numa tradução grega do século III A.C., a Septuaginta (a tradução dos Setenta anciãos) feita para os judeus que viviam em Alexandria e Egito, e que não sabiam mais o hebraico e aramaico. Na época em foi feita, a lista dos livros sagrados (chamado canon Bíblico) não estava definida. Ocorreu então que a lista dessa tradução ficou maior que a lista da Bíblia Hebraica, por traduzirem outros livros da literatura de Israel. Daí a diferença entre a Bíblia Católica e a dos Evangélicos.

Os escritos originais se perderam na história. Os fragmentos mais antigos, provenientes de cópias, não passam do século II A.C.. Entre eles temos o livo do Profeta Isaías (cap. 1 – 66) do século II A.C., encontrado nas grutas de Qumram (ao redor do mar morto) em 1947; os capítulos 1 e 2 do livro de Habacuc são do século 1° A.C., achados nas grutas de Qumram; partes do livro do Deuteronômio foram encontrados no Egito, já em grego e são do séc. II A.C.

6. Qual o material usado na escrita?

O papel que usamos hoje não é algo antiquíssimo. O que mais se aproxima do nosso é o papel de linho, introduzido na Síria e Palestina por volta do século 8.

A Bíblia foi escrita em tabuinhas de argila, a chamada escrita cuneiforme, onde eram cunhadas as letras. Essa escrita começou a existir a partir de 2000 A.C. (há 4000 anos), e foi inventada pelos Sumérios.

Outro material muito usado foi o papiro, conhecido no Egito desde 3000 A.C.. O papiro é uma espécie de junco, planta que cresce às margens do rio Nilo, Egito. Era cortado em tiras, depois superpostas e trançadas, coladas, prensadas e alisadas.

Foi utilizado também o pergaminho, de origem Persa, e era feito de couro de animais.

________________________________________
José Luiz Cruz Duarte
www.jduarte.com

outubro 2017
S T Q Q S S D
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

O SANTO DO DIA

Untitled Document O  Santo do dia