Dom Paulo E. Arns: uma voz não silenciada pela ditadura de 64

Franciscano, teólogo, bispo, cardeal, cristão.

Quem viveu a partir da década de 60 se lembra das perseguições políticas e dos problemas sociais do Brasil, fruto da dependência e da ordem econômica mundial.

Neste cenário, D.Paulo se torna uma voz forte clamando  por justiça social, política e econômica. Foi perseguido e ameaçado por suas posições evangélicas pela liberdade e justiça. Sofreu ameaças e atentados, mas se manteve firme na fé e no propósito assumido em seu sacerdócio, de ser pastor e defensor de suas ovelhas, perante lobos vorazes.

Dom Paulo, um cristão, filho de Deus, seguidor de São Francisco. Com esse espírito, fez sua opção pelos pobres, concretizado, por exemplo no despojamento do palácio episcopal em São Paulo e foi morar como todo o cidadão de bem.  Se tornou, no cenário político nacional até seus últimos dias, a voz dos sem voz e vez. Criticado por alguns. Mas amado por muitos.

 

 

14/09/1921 – 14/12/1916

 

 

 

By José Luiz Cruz Duarte
abril 2017
S T Q Q S S D
« mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

O SANTO DO DIA

Untitled Document O  Santo do dia